segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

MULHERES BALZAQUIANAS

Essas mulheres de 30 nos enlouquecem, nos causam arrepios, nos entorpecem. Interessante, notar os anos passando para aquelas que apenas olham, são expectadoras atentas da vida que marcha firme pela sua estrada, e retiram da idade a melhor essência que poderiam. Nada se faz por acaso e no esplendor dessas mulheres, é que se encontra a virtude de uma vida bem vivida. O limite foi transposto pelos idos de seus dias, e os próximos que virão, sejam 40, 50, não importa, serão apenas vertedouros da mais pura experiência. Ninguém que conheceu uma mulher de 30 irá se aproximar, mesmo que por devaneio, de outro lugar. É como se as casas ficassem vazias, os prédios abandonados e o parque perdesse todo o seu brilho. Você, mulher de 30, sabe como ninguém, preencher a alma de um homem. Sabe conversar, abraçar, envolver e proteger a figura desse mesmo homem, que se aproxima muitas vezes como filhote amedrontado. Apresenta-se como mulher, amante, namorada, conselheira, preocupada, independente, apaixonada. O que mais se pode desejar dentro de um campo real de possibilidades? Experimentar a uva que foi colhida há instantes no parreiral é uma aventura, mas provar o sabor dos bons vinhos engarrafados e cuidados pelo tempo, é indescritível. Havia um lema na década de 60 que dizia mais ou menos assim: Nunca acredite em alguém com mais de 30 anos. Isso tem certo grau de verdade. É impossível acreditar, apenas acreditar, pois o amor não merece somente crédito, merece tempo, cuidado e dedicação. Talvez devêssemos mudar a frase para: Nunca ame alguém com mais de 30 anos, pois uma vez amando, jamais deixará de amar. E quem disse que isso é um risco? Mas obviamente, não vamos anunciar ao mundo essa maravilha. Na verdade é absolutamente impossível não amar você mulher. Impossível deixar você passar despercebida. Sua força e energia estão depositadas em cada centímetro do seu corpo, que concentrado na altura ideal, faz com a admiração seja inevitável. Responda, onde você encontrou a fonte inesgotável da libido intensa?
Mulher de 30, você já provou a vida, já experimentou bocas, já experimentou amores, e hoje procura colher as flores do jardim que plantou. Os anos que passaram foram verdadeiros investimentos em si, para hoje, na tranqüilidade que o lar proporciona, aguardar os lucros de uma vida que a cada dia se renova, pronta para continuar. Sorte para aqueles que encontraram, esperança para aqueles que ainda não as acharam, e pêsames sinceros para aqueles que ousaram desprezar a magnitude da alma de uma mulher de 30 anos.

Um comentário:

Evelyn disse...

adorei!:D bom fim de ano!! otimas festas!!:D